Templo da década de 1970 da AD Paracuru, no período do saudoso pastor Raimundo de Sousa (Mundico)

Novo, passou a trabalhar na propriedade do senhor Manoel Caetano. Depois de evangelizá-lo, o patrão creu no Evangelho e permitiu que nascesse ainda em 1919 a quarta congregação da história da Assembleia de Deus no estado do Ceará. Por muitas vezes os obreiros Vicente de Salles Bastos e Luiz Gonzaga Bastos se deslocavam de Itapajé até ParaCurú p ara ministrarem a Santa Ceia do Senhor aos primeiros convertidos, como o casal Cândido de Castro Moura e Amélia de Castro Moura, avós do autor desta obra, Raul Pontes Barroso e Cizenanda Albuquerque. Dali, o Evangelho chegou ao lugarejo de Jardim de Cima, em 1921; e na localidade de Cana Brava, hoje cidade de Paraipaba, em 1927. Um fato curioso ocorrido a partir da década de 1930 foi a Assembleia de
Deus de ParaCurú permanecer como congregação da AD de Cana Brava até o ano de 1952, que surgiu depois da anterior.
Em abril de 1952, o pastor Benjamim Ramos de Oliveira passou a residir na cidade de Paracurú. Cinco meses depois, durante a realização da 15ª Convenção Estadual das Assembleias de Deus no Ceará que aconteceu em Betânia, distrito de Itapipoca, o pastor José Teixeira Rego decidiu colocá-lo na direção da Assembleia de Deus em ParaCurú. Em 19 e Maleitas. Após quatros anos, em 11 de abril de 1957, o pioneiro descansou de sua jornada aqui na terra.
Na sequência, ele foi substituído pelo pastor Manoel Bezerra dos Santos. Em 03 de maio de 1959, o pastor Manoel Bezerra, com a presença do missionário Eurico Bergsten, inaugurou o terceiro templo da AD em ParaCurú, na sede do município, construído em um terreno doado pelo irmão Raul Pontes Barroso. A partir da década de 1960, pastorearam a igreja na cidade os obreiros Raimundo Marinho dos Santos (pastor Cajueiro), Raimundo de Sousa (pastor Mundico), Pedro Bastos da Silva, Ananias Costa Gadelha, Francisco Chagas Ferreira, João Viana da Silva e Otônio Ramalho. Hoje, o campo conta com 13 templos, aproximadamente 800 irmãos (membros e congregados) e cerca de 80 obreiros, entre presbíteros, diáconos e auxiliares. O trabalho é liderado pelo pastor Tarcisio Cavalcante Ferreira. Por muitas vezes os obreiros Vicente de Salles Bastos e Luiz Gonzaga Bastos se deslocavam de Itapajé até ParaCurú p ara ministrarem a Santa Ceia do Senhor aos primeiros convertidos, como o casal Cândido de Castro Moura e Amélia de Castro Moura, avós do autor desta obra, Raul Pontes Barroso e Cizenanda Albuquerque. Dali, o Evangelho chegou ao lugarejo de Jardim de Cima, em 1921; e na localidade de Cana Brava, hoje cidade de Paraipaba, em 1927. Um fato curioso ocorrido a partir da década de 1930 foi a Assembleia de Deus de Paracurú permanecer como congregação da AD de Cana Brava até o ano de 1952, que surgiu depois da anterior. Em abril de 1952, o pastor Benjamim Ramos de Oliveira passou a residir na cidade de
ParaCurú. Cinco meses depois, durante a realização da 15ª Convenção Estadual das Assembleias de Deus no Ceará que aconteceu em Betânia, distrito de Itapipoca, o pastor José Teixeira Rego decidiu colocá-lo na direção da Assembleia de Deus em ParaCurú. Em 19 e Maleitas.
Após quatros anos, em 11 de abril de 1957, o pioneiro descansou de sua jornada aqui na terra. Na sequência, ele foi substituído pelo pastor Manoel Bezerra dos Santos. Em 03 de maio de 1959, o pastor Manoel Bezerra, com a presença do missionário Eurico Bergsten, inaugurou o terceiro templo da AD em ParaCurú, na sede do município, construído em um terreno doado pelo irmão Raul Pontes Barroso. A partir da década de 1960, pastorearam a igreja na
cidade os obreiros Raimundo Marinho dos Santos (pastor Cajueiro), Raimundo de Sousa (pastor Mundico), Pedro Bastos da Silva, Ananias Costa Gadelha, Francisco Chagas Ferreira, João Viana da Silva e Otônio Ramalho. Hoje, o campo conta com 13 templos, aproximadamente 800 irmãos (membros e congregados) e cerca de 80 obreiros, entre presbíteros, diáconos e auxiliares. O trabalho é liderado pelo pastor Tarcisio Cavalcante Ferreira.

 

 

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *